Entenda o que é Lockdown

Com o agravamento da pandemia, o distanciamento social mais severo, o chamado lockdown, é a única medida, no momento, para evitar um número maior de contaminações pelo novo Coronavírus.

O que é Lockdown?

Lockdown é a versão mais rígida do distanciamento social e quando a recomendação se torna obrigatória. É uma imposição do Estado que significa bloqueio total. No cenário pandêmico, essa medida é a mais rigorosa a ser tomada e serve para desacelerar a propagação do novo Coronavírus, visto que, as medidas de isolamento social e de quarentena não foram suficientes e os casos aumentam diariamente.

Como funciona o lockdown?

Consiste em restringir a circulação da população em lugares públicos, permitindo apenas, e de forma limitada, para questões essenciais, como ir à farmácias, supermercados ou hospitais. O descumprimento dessa regra pode acarretar multas e em toque de recolher, dependendo do governo local.

Qual a diferença entre isolamento social, quarentena e lockdown?

Esses termos se tornaram parte do nosso dia a dia e podem gerar certas dúvidas quanto aos seus significados. Apesar de terem o mesmo objetivo que é manter as pessoas em casa, essas palavras não são sinônimas.

  • Isolamento social: É uma recomendação médica para pessoas que podem ter tido contato com algum paciente infectado ou estão aguardando o resultado de testes (sobre a contaminação pelo novo Coronavírus) ou tenham o diagnóstico confirmado. Nestes casos, é recomendado que se isolem das demais e evitem a propagação da doença. O isolamento pode ser tanto domiciliar quanto hospitalar, dependendo da gravidade de cada caso.

    O isolamento é subdividido em dois tipos:

    Isolamento Vertical: É limitado ao grupo de risco, idosos e pessoas com doenças pré-existentes que possuem maiores chances de apresentarem quadros mais graves da doença.

    Isolamento Horizontal: Nesse tipo de isolamento, não há limitações de grupos e todos devem ficar em casa. Isso restringe a circulação e aglomeração de pessoas e reduz a disseminação do vírus.
  • Quarentena: Pessoas que tiveram contato com pacientes contaminados pelo vírus ou estiveram em regiões com surtos da doença, devem se manter em quarentena. A duração da quarentena é determinada de acordo com o período de incubação (tempo em que a doença se manifesta), e pode variar de 1 a 14 dias. O objetivo é observar ao longo dos dias, se a pessoa apresenta algum sintoma e assim controlar a propagação do novo Coronavírus.
  • Lockdown: É uma medida imposta pelo Estado. Caso o isolamento social e a quarentena não sejam suficientes ou respeitados, o Estado intervém para limitar a circulação da população, o que inclui o fechamento de vias (proibindo deslocamentos não essenciais) e locais públicos e privados.

O que muda com o lockdown?

Como as medidas prévias de isolamento social e quarentena não foram suficientes para reduzir os casos da doença, algumas cidades começam a implementar o lockdown. Dessa forma, buscam achatar a curva de infectados e óbitos, e reduzir o fluxo de pacientes aos hospitais e evitar que o sistema de saúde entre em colapso.

Na prática, o confinamento limita a circulação de pessoas para atividades não essenciais, podendo gerar multas para quem não cumprir a ordem, e toque de recolher em horários pré-estabelecidos.

Lockdown no Brasil

Com o aumento diário do número de infectados e mortos por COVID-19, alguns Estados como Maranhão, Pará, Rio de Janeiro e Ceará já adotaram a nova medida de prevenção e isso pode se estender para os demais Estados em breve.

Regiões que já adotaram o lockdown no Brasil

O primeiro Estado a adotar o sistema de lockdown foi o Maranhão.

Estão suspensos todos os serviços não essenciais e entrada e saída de veículos particulares na capital São Luís e nos municípios de Paço Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. O descumprimento da regra poderá acarretar multas e o uso de máscaras de proteção, em locais essenciais, é imprescindível.

No Estado do Pará, Belém e outros nove municípios entraram em lockdown no dia 07 de maio. Aproximadamente 30 barreiras foram montadas em Belém para orientar a população das novas medidas preventivas. O descumprimento das regras de restrição, poderá acarretar multas e advertências.

No Ceará, terceiro Estado com mais casos de Coronavírus no Brasil, a capital Fortaleza também entrou em restrição de circulação no dia 08 de maio. A medida tem o tempo inicial de 20 dias, podendo se estender.

No Rio de Janeiro, a cidade de Niterói entrou em confinamento no dia 11 de maio e calçadões da Região Oeste do Estado foram fechados.

Por ser uma doença nova e de disseminação rápida, mais cidades podem adotar o sistema durante os próximos dias. É necessário estar atento em todos os canais de informações.

Lockdown em São Paulo

Até o momento, não foi decretado ordem de lockdown para o Estado de São Paulo, isso pode mudar nos próximos dias caso o número de infectados pelo novo vírus não diminua.

No entanto, a prefeitura de São Paulo limitou a circulação de carros na cidade por meio de um sistema de rodízio ampliado e restritivo, que funciona 24h por dia, incluindo os finais de semana e feriados, em todas as vias da cidade. Essa medida foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas no dia 07 de maio e entrou em vigor no dia 11 de maio.

O novo rodízio veicular funcionará da seguinte forma:

  • Carros com o final da placa número par (0, 2, 4, 6 e 8), poderão circular apenas nos dias da semana pares.
  • Carros com o final da placa número ímpar (1, 3, 5, 7 e 9), poderão circular apenas nos dias da semana ímpares.
  • Apenas táxis, veículos de imprensa que estejam cadastrados, motos e profissionais da saúde, estão isentos do rodízio.

Lockdown no Rio de Janeiro

Por enquanto, Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, foi a primeira cidade a adotar o lockdown como maneira de prevenção à COVID-19, a medida foi decretada no dia 07 de maio.

O prefeito Marcelo Crivella, decretou também o fechamento dos calçadões na Zona Oeste do Estado.

A circulação de pessoas em vias públicas ou privadas que não seja para atividades essenciais ou que não sejam profissionais da saúde, resultará em multa de R$180.

Até o momento, a medida será válida do dia 11 ao dia 15 de maio, podendo se estender.

Lockdown no Ceará

Além de manter as restrições que já estavam em vigor no Estado, o uso de máscaras se tornou obrigatório desde o dia 06 de maio. Na capital, Fortaleza, foi decretado o lockdown em 08 de maio. Ruas e avenidas foram bloqueadas para diminuir a circulação da população e apenas um membro da família poderá ir ao mercado ou farmácia fazer compras.

Que países adotaram o ‘lockdown‘?

Para desacelerar a disseminação da doença, muitos países que foram amplamente afetados pela doença, tiveram que adotar o lockdown:

China: A cidade de Wuhan, epicentro da doença, manteve o bloqueio total por 76 dias. Além disso, no final de janeiro as fronteiras foram fechadas, a fim de paralisar a circulação de pessoas no país.

Com a redução dos casos, e após 11 semanas, o isolamento chegou ao fim. De forma gradual as atividades estão sendo retomadas, porém respeitando algumas medidas (como o uso obrigatório de máscaras de proteção em lugares públicos e privados) e com o monitoramento online que permite de toda a população.

  • Espanha: Segundo país com mais casos confirmados de Coronavírus, a Espanha decretou lockdown por duas semanas, no dia 28 de março. A multa para quem circulasse nas ruas, sem necessidade comprovada, era de 600 Euros. Com essa medida, o governo espanhol reduziu os casos de maneira significativa.
     
  • Itália: Em 9 de março o governo da Itália impôs uma quarentena nacional, restringindo o movimento da população. O período de lockdown durou oito semanas. Com essa medida  foi possível reduzir o contágio da doença e diminuir a ocupação de pacientes nos hospitais do país. Mesmo o comércio voltando aos poucos, o protocolo de segurança, que consiste no uso de máscaras e de distanciamento social, deve ser seguido.
     
  • Alemanha: O país passou três semanas em lockdown, o que possibilitou a Alemanha ter um número maior de pacientes curados do que doentes e mortos. Os números mostram que o pico da doença, pode já ter passado no país. Os pesquisadores recomendaram a reabertura das escolas e funcionamento de lojas e comércios, desde que sejam mantidas as regras de distanciamento social, que consistem em ficar pelo menos 2 metros de distância de outras pessoas.

FONTE: https://dasa.com.br/blog-coronavirus/lockdown-coronavirus-significado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *